Empreendedorismo · Inspiração

4º. Fórum Regional do Varejo de Campinas

No último dia do mês de março, participei da 4ª. edição deste relevante evento promovido pela ACIC Campinas para os varejistas do interior. A programação, teve como ênfase três painéis: tendências mundiais, eficiência necessária ao varejo e experiência de compra.

Nos painéis tivemos nomes representativos: Mário Gazin (Gazin Holding), Eduardo Terra (Sociedade Brasileira de Varejo em Consumo), Sonia Hess (Dudalina), Alexandre Robazza, (SEBRAE-SP), Ronaldo Pereira (Óticas Carol); Ubirajara Pasquotto (Cybelar), Luís Rasquilha, (Inova Consulting Business School), Laureane Cavalcanti (Sonae Sierra – Gestão de Shoppings) entre outros.

foto99

Para não cair no texto estilo “resumo” do evento, vou sintetizar o aprendizado compartilhado nas palestras:

O varejo brasileiro vive quatro situações que impactam o processo de compra. A primeira interferência é a falta de confiança do consumidor, que fica mais inseguro e ao mesmo tempo cauteloso em relação à aquisição de produtos. Depois, temos a falta de crédito no mercado, o desemprego e a diminuição de renda. É necessário, portanto, desenvolver um plano de recuperação pautado na produtividade e reinvenção do varejo.

  • Produtividade: Se a empresa não tem processos estabelecidos, ficará refém das pessoas da equipe. Se a loja não tem metas, não tem gestão e também não precisa de gerente. Nenhuma empresa, consegue sobreviver no mercado se não tiver uma liderança que mostre como e onde a empresa deve chegar. A produtividade é obtida combinando custos e benefícios que se entrega ao cliente, de forma a gerar valor e garantir vantagem competitiva no mercado.
    • Gestão financeira: Todo custo na empresa deve-se provar necessário.  O varejo viveu um boom de crescimento (2003 a 2012) que não vai se repetir tão breve. O momento pede um controle efetivo das entradas e saídas. Cada linha de um fluxo de caixa é uma oportunidade de aprendizado à favor da sustentabilidade do negócio. É essencial que um gerente de loja, saiba interpretar o demonstrativo de resultado da empresa para tomar decisões relevantes.
    • Simplicidade: Também foi mencionado que num mundo onde a tecnologia impera, precisamos ter olhos para a simplicidade. Quantos projetos ficam engavetados porque se idealiza uma solução que está muito além da capacidade produtiva da empresa? Para as Óticas Carol conseguir melhorar a comunicação com todos os funcionários criou um grupo no Facebook identificado como Somos Carol – (simples assim!). Os post diários, feitos inclusive pelo presidente, remetem a conteúdos que reforçam os processos e aprendizados da empresa.
    • Zero Atrito: Surge ainda uma expressão para enfatizar a tecnologia à favor da simplicidade (No friction!) que reforça a necessidade de evitar contratempos e automatizar o máximo possível a relação com o cliente em momentos como pagamento, troca, entrega etc.
foto98
Quiosques self-service agilizam filas, reduzindo atritos
  • Inovação: Como gerar inovação? A resposta mais óbvia é: fazer cada vez melhor o que se faz hoje. Primeiro passo é reconhecer que o consumidor mudou junto com a dinâmica do mercado. É necessário profissionalizar o varejo, com novas estratégicas, se capacitando e traduzindo para o negócio as tendências mais relevantes. Abaixo, algumas variáveis que influenciam o varejo e que muitas lojas ainda nem se deram conta.
    • Consumidor Digital:  Millennials ou a Geração Y, como são conhecidos no Brasil os jovens nascidos entre os anos de 1980 e 2000. Uma geração onde, tempo para aproveitar a vida, e história para contar são mais importantes que o dinheiro. O varejo precisa se reinventar para conseguir se relacionar com este público que passa mais de 12 horas do dia conectado, que usa smartphone para compras e declara adquirir produtos e serviços influenciados pelo conteúdo de redes sociais (blogs, facebook, instagram, snapchat etc).

foto97

http://www.acessoriesmagazine.com – Macy´s – ambientação de loja e plataforma de comunicação voltada para os Millennials

  • Negócios colaborativos:  o atual momento também pede a colaboração entre empresas. É a famosa COOPETIÇÃO – ou seja, empresas de um mesmo segmento se unem para cooperar no desenvolvimento de ações que possam potencializar determinado setor. Como assim? Concorrentes se unem? É isto mesmo, meu trabalho hoje está fundamentado nesta realidade. Os benefícios de participar destes projetos são inúmeros: cria-se uma liderança do segmento que permite uma maior representatividade, geração de vantagens econômicas na negociação junto à fornecedores e prestadores de serviço, possibilidade de promover ações promocionais coletivas etc. Os resultados obtidos passam a ser entendidos como uma conquista em prol do segmento.
  • Repensar loja física e experiência de compra:  O presidente da Óticas Carol afirmou que a empresa teve um aumento de 37% em seu faturamento, após repensar e adequar as ações de visual merchandising. As lojas não podem ser simplesmente um depósito de produtos, precisam mais do que nunca, se transformarem em um ponto de encontro onde as promessas desta marca acontecem e se concretizam em percepções sensoriais: acolhimento, estética, customização, memória afetiva etc.
foto95
Fonte: http://www.santairreverencia.com.br – Projeto do arquiteto: Ricardo Campos
foto96
Projeto proporcionou 37% no faturamento

Concluo que não vai ser fácil, mas também não é impossível por em prática estas mudanças. Desânimo é a falta de alma! – a frase foi menciona por Sônia Hess (gostei tanto da frase que já usei 2 veses ela aqui no blog). Destaco a importância do varejo ter coerência com seu propósito, acreditar que uma marca tem uma rota a seguir e que isto deve estar expresso na equipe, nos produtos, na essência de sua identidade. O futuro do varejo é agora, ou seja: é fazer muito mais, com muito menos e com sorriso no rosto! O clima de insegurança não pode estar estampado dentro da loja. Uma equipe engajada de corpo e alma com os resultados estará mais preparada para lidar com estes desafios.

Vamos colocar estes temas na pauta das reuniões?

Anúncios

2 comentários em “4º. Fórum Regional do Varejo de Campinas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s