Empreendedorismo · Inspiração · Varejo

Inovação social na gestão de projetos

Esta semana um amigo do meu trabalho, compartilhou um link de uma palestra no TED com o Sr. Ernesto Sirolli – especialista no desenvolvimento de economias sustentáveis.

Os 20 minutos de vídeo, serviram para me apontar as verdades mais óbvias que selam os projetos de cooperação, que buscam o desenvolvimento econômico de comunidades.

O vídeo na integra pode ser acessado com um “cliquezinho” no play . Eu já assisti várias vezes e abaixo compartilho os aprendizados gerados que me servirão de lições para serem colocadas em prática e que causaram uma verdadeira revolução nos meus conceitos:

  • O primeiro princípio da ajuda é o respeito. Faça-se presente, mas só responda o que lhe for perguntado, só se envolva nas ações, se as pessoas lhe confiarem esta atribuição. Do contrário, deixe as pessoas em paz! (Ernesto nomeia isto como um sistema de “Facilitação Empresarial/ Enterprise Facilitation”).
  • Quando iniciar uma ação de cooperação, não se deixe envaidecer, não leve suas ideias e suas propostas. Não vá disposto a iniciar uma revolução armado com sua experiência e títulos. O primeiro desafio ao apoiar projetos é criar oportunidade para ouvir os problemas que as pessoas enfrentam.
  • Não tenha o comportamento de apadrinhar, ou seja, com a intenção de proteção do grupo reagimos dando ordens, ditando o que as pessoas devem fazer, fazendo delas subordinados, ao passo que deve-se inverter esta hierarquia e ter a conduta de um servo disposto a ajudar.
  • Invista na comunicação individualizada. Empreendedores não vão falar publicamente sobre suas aspirações e estratégias, portanto, esteja disponível e torne-se mais do que um facilitador, torne-se um amigo que ajuda as pessoas a crescerem com embasamento naquilo, que de fato, elas queiram acometer recursos.
  • Nenhuma empresa começou com uma pessoa só: A prosperidade de uma empresa tem como alicerce três vertentes: o produto tem que ser fantástico, o marketing tem que ser efetivo e todos estes processos dependem de uma ótima gestão financeira. Neste aspecto, não existe empreendedor que consiga sozinho fazer a aquisição ou desenvolvimento do produto, que realize as vendas e que cuide eficazmente do dinheiro, para tanto é necessário uma rede de cooperação.
  • O planejamento se torna o beijo da morte (citação de Peter Drucker) quando subestimamos onde e como as pessoas querem investir seu tempo, energia e paixão.
  • Ajude as pessoas a encontrar os recursos e o conhecimento necessário para transformar sua paixão num meio para ganhar a vida. O sentimento de realização que uma pessoa tem por seu crescimento é o mais importante combustível para transformarmos uma economia.

foto72.jpg

Com este vídeo, mais uma vez concluo que sou pessoa abençoada. Sempre que estou vivenciando algo novo em minha vida, um desafio ou uma fase de incertezas, eis que vem algo superior (que na minha crença é Deus) e me oferece de bandeja, todas as respostas que busco, sejam por meio dos ensinamentos de um livro, aprendizados de uma palestra, ou conselhos de uma pessoa mais experiente.

A grande proposta do Sr. Ernesto, talvez seja nos libertar das teorias administrativas, e ao invés de metodologia, que possamos simplesmente oferecer respeito, confidencialidade, dedicação absoluta e paixão pelo que fazemos.

Isto faz com que qualquer trabalho vire uma real missão de vida e que preencha nosso dia-a-dia com significados muito mais relevantes que batalhar por resultados de desempenho.

Anúncios

2 comentários em “Inovação social na gestão de projetos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s