Empreendedorismo · Inspiração

Turismo enogastronômico na região

Domingo foi aniversário de uma grande amiga – a Lisa, e nada melhor do que comemorar a vida e a amizade apreciando vinhos!

Tenho um conhecimento muito superficial no assunto, mas faz parte dos planos da minha vida compreender um pouco mais sobre este universo, pois tudo que está relacionado a vinhos me fascina: as roseiras nos parreirais, as paisagens do cultivo da uva, os tons púrpuras, os rótulos das garrafas, os requintes para se apreciá-lo… enfim tudo isto faz minha pupila dilatar!

DSC_1841

Há exatos 40 km da minha casa, temos no município mineiro Andradas, a Fazenda São Geraldo que reúne a vinícola LC Marcon fundada em 1968 e que hoje agrupa um complexo para o turismo enogastrônomico.

Nesta infraestrutura, o visitante é acolhido com uma degustação de vinhos e queijos, e depois tem a oportunidade de almoçar no restaurante Casa Geraldo, deliciando-se com pratos típicos da culinária “ítalo-mineira”.

Com a profissionalização das vinícolas, interesse pelas culturas de produção e um pouco da vontade de vivenciar o “from farm to table – da fazenda para a mesa” a experiência do enoturismo atrai os entusiastas do vinho da região.

DSC_1974

A oferta de atrações da Casa Geraldo continua após o almoço: os visitantes são reunidos no auditório tendo a oportunidade de conhecer os valores, as tradições e origem da empresa.

DSC_1867

Na seqüência, uma visita guiada acontece nas modernas linhas de produção no vinho. Neste caminho degustamos um moscatel: aromático, adocicado, direcionado para a produção dos espumantes.

DSC_1934

Já na vinícola degustamos o !Hola! Carménère que segundo a profissional que nos guiava é um vinho fruto da amizade da uva chilena com a técnica brasileira de vinificação (no almoço provamos este vinho após ter sido despejado na taça com o apoio do aerador – este processo torna o vinho mais suave, elevando o prazer de apreciá-lo).

DSC_1933

Provamos ainda o Syrah que é um produto da empresa premiado com Medalha de Ouro no 10º Concurso Mundial de Bruxelas – em 2013.

DSC_1912

Finalmente fomos conhecer a adega e os túneis subterrâneos.  Todo o cuidado do mundo com a maturação dos vinhos! Eles gostam de sossego: iluminação reduzida, barricas de carvalho apropriadas para amenizar os compostos (cada barrica européia chega a custar mais de R$ 5.000,00) e até mesmo música clássica para ajudar garantir o sabor e o aroma.

DSC_1908

Na saída o visitante pode comprar os vinhos, degustar a cachaça artesanal da região, comprar bolachinhas, queijos e os tradicionais “doces de Minas”.

DSC_1935

Na volta pra casa, mais uma vez me veio este sentimento de que somos privilegiados de termos estes atrativos tão acessíveis e o melhor “coladinhos” com a gente na Serra da Mantiqueira.

DSC_1978

Tive um final de semana muito agradável, regado à história do vinho, boa companhia e um cafezinho à beira da estrada!

DSC_1998

Muita inspiração para começar a semana!

Anúncios

6 comentários em “Turismo enogastronômico na região

  1. Oi, Cunhada!
    Adorei o nome do blog… É em homenagem ao Eurico?
    Falando em Eurico e uvas, há na “terra dele” uma vinícola que desejo conhecer. É a Vinícola Guaspari (http://www.vinicolaguaspari.com.br/blog/), cujo vinho foi escolhido por nosso Governador para presentear Sarkozy – veja a responsa!
    Também amo Andradas e escrevi sobre a Casa Geraldo (http://tinamaonaroda.blogspot.com.br/2014/12/casa-geraldo.html).
    O que mais me atraiu foram as “lágrimas” de cada varietal do vinho e sua relevância: Trata-se daquele escorridinho que permanece quando chacoalhamos a taça. Quanto menor o teor alcoólico, mais densas as lágrimas e custarão a escorrer.
    Vinhos encorpados possuem muitas lágrimas que escorrerão rápido; vinhos leves possuem poucas lágrimas a escorrer devagarinho. Não é intenso?
    Teu cunhado faz uso de um clássico tinto seco com uvas Cabernet Sauvignon da Casa Geraldo também.

    Bejs

    Curtir

    1. Oi Cris! Que prazer ter sua visita e seus comentários! Você sempre foi minha inspiração para entrar no mundo dos blogs! rssss… fiquei ainda mais interessada em aprender sobre os vinhos… e realmente a Vinícola Guaspari tem conquistado a preferência dos políticos… Fernando Henrique Cardoso dias atrás também elogiou os vinhos de Espírito Santo do Pinhal e ainda postou: “Coisa boa tem que se falar”! Ainda tenho muito a aprender sobre os vinhos, mas com estes atrativos na região o estímulo é grande! Beijos e Abraços, saudades!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s