Empreendedorismo

Getting things done… A arte de fazer acontecer

E quem senta na cadeira de uma faculdade de administração, irá passar 4 anos ouvindo que a tarefa básica de um administrador é fazer as coisas acontecerem, mas foi fora do ambiente acadêmico que tenho aprendido que nossa capacidade de se organizar, planejar e fazer as coisas acontecerem estão num âmbito muito maior do que as teorias gerais do mundo corporativo.

Já mencionei neste espaço que o blog Vida Organizada é pura inspiração, e que entre os post da blogueira Thais Godinho sempre está a recomendação ou descrição do “GTD – Getting Things Done” que é considerado um dos mais eficazes métodos de organização do mundo, desenvolvido pelo holandês David Allen.

Entrava e saía ano, e lá estava em minhas listinhas: comprar e ler o livro A arte de fazer acontecer. Em novembro de 2015 eu consegui dar um “OK” nesta pendência. Eu estava saindo de férias para Ilhabela quando o livro chegou e não resisti, levei ele comigo para o litoral.

foto21

Eu poderia no post descrever o prazer da leitura do livro, mas prefiro contar as 10 coisas que o livro proporcionou novos significados em minha vida. Você pode conferi-los abaixo:

  1. Preocupação é ocupar sua mente com algo que ainda não aconteceu, portanto “o  presente”, “o agora”, voltou a seu o tempo da minha vida.
  2. Aprendi que a ansiedade é a conseqüência da falta de controle e que o desafio da vida é buscar, e cultivar uma mente tranquila sem sobrecargas;
  3. Estou tentando ser mais focada com o que de fato precisa ser feito – isto tem gerado economia financeira e esforços desnecessários;
  4. Penso bem antes de prometer algo – cada promessa ou iniciativa é um laço aberto (é mais um ação que vai ficar aguardando OK na sua listinha). É o “grilo” que te acorda no meio da noite para te lembrar o que você não fez.
  5. Aprendi a organizar meus e-mails, a papelada e minha agenda (esqueça os cursos de administração do tempo, nunca irão fazer sentido depois que você compreender o GTD!);
  6. Desapeguei de coisas que não fazem mais sentido;
  7. Tive um certo conforto na alma ao ler e ter convicção de que nunca estaremos preparados para o novo. O “novo” demanda ajustes e todo ajuste gera uma crise de autoestima, porque com o “novo”, vem à necessidade de nos provar;
  8. A desorganização é uma algema da criatividade. Quando não há organização ligamos a vida no modo automático e viver é diferente de estar vivo.
  9. Decidir o que fazer é mais importante do que fazer as coisas! – como disse São Francisco de Assis: comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível e, de repente, você estará fazendo o impossível;
  10. Deixei de me punir pelo que eu queria estar fazendo, e passei a comemorar o que eu já fiz e isto tem feito toda diferença!

Quer um momento de renovação na sua vida? Fica a dica de leitura!

Anúncios

3 comentários em “Getting things done… A arte de fazer acontecer

  1. Oi Lu, lendo a materia sobre o GTD me senti num filme da vida real rsss… Vou seguir a dica com certeza e garantir que este ano seja muito diferente. Auto cobranças, stresss , preocupaçoes e ansiedades vamoa deixar sempre pra amanha.
    Amei!!!
    Bj e parabéns pelo trabalho

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s